Marcos Jorge destaca medidas do governo para melhorar o ambiente de negócios no Brasil


28 de Junho de 2018, ás 09:16 escrito por UECPLP



Ministro participou de evento da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais. Pela manhã, ele também esteve em seminário sobre Fake News, organizado pela Abratel

 Brasília (20 de junho) - O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, destacou hoje, a uma plateia de empresários, as medidas que o governo vem adotando nos últimos dois anos para trazer dinamismo à economia brasileira. Ele participou, nesta quarta-feira, do 5° Fórum Nacional do CACB Mil, realizado pela Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), em Brasília.

Como explicou Marcos Jorge, o MDIC tem trabalhado em várias frentes para melhorar o ambiente de negócios no país. Uma delas é o aprimoramento do Portal Único de Comércio Exterior. “Já lançamos o módulo de exportações e, em breve, estará disponível o módulo de importações. São medidas importantes para reduzir a burocracia e simplificar o comércio”, disse.

De acordo com dados apresentados pelo ministro, estima-se que a plena implantação do portal levará à redução dos prazos médios para exportar e importar em 40%. Estudo da FGV indica potencial de ganhos no PIB de até US$ 23,8 bilhões por ano e crescimento anual da corrente de comércio superior a 6%.

Marcos Jorge citou ainda o ProVa, Laboratório de Inovação do Varejo lançado, em parceria com a ABDI, no começo do mês, em São Paulo. Segundo ele, trata-se de uma iniciativa inédita na América Latina, que vai apresentar tecnologias inovadoras para o mercado e promover atividades que ajudem a fomentar o varejo nacional.

“Essas medidas contribuem para a melhora da economia brasileira. Para se ter ideia do impacto positivo que elas geram, no ano passado, registramos saldo recorde de US$ 67 bilhões na balança comercial. É fundamental que todos acreditem no nosso país. No MDIC, seguiremos trabalhando para o crescimento do Brasil”, completou.

Também participaram do Fórum do CACB Mil o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg; a presidente do Sebrae, Heloísa Menezes; a secretária-executiva do MDIC, Yana Dumaresq, o secretário especial da Micro e Pequena Empresa, José Ricardo Freitas, e o secretário de Comércio e Serviços, Douglas Finardi; além de autoridades da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e do governo de Portugal.

Setor terciário

Dados do IBGE mostram que a participação do setor terciário no Valor Adicionado ao PIB passou de 65,8% em 2003 para 73,2% em 2017. O comércio, ainda de acordo com o IBGE, é responsável por cerca de 17 milhões de empregos, o que representa 16% da força de trabalho no país.

Seminário sobre Fake News

De manhã, o ministro esteve, ao lado do presidente Michel Temer, na abertura do seminário Impacto Social, Político e Econômico das Fake News, realizado pela Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abratel).

As Fake News, notícias falsas que circulam pela internet, têm ganhado relevância nos últimos anos devido às facilidade e velocidade com que os conteúdos são compartilhados em redes sociais.

Como lembrou o presidente Temer, a Constituição brasileira garante a liberdade de expressão, mas veda o anonimato. “Nossas regras ganharam peso em função das fake news. Precisamos fortalecer a liberdade de imprensa, que é gêmea siamesa da democracia, e combater as práticas de desinformação”, disse.

Marcos Jorge entregou o Prêmio Abratel de Comunicação ao deputado federal André Figueiredo pelo trabalho prestado em prol da rádio no Brasil. Foram premiados ainda o presidente Michel Temer, os deputados Celso Russomano, Nilson Leitão e Ronaldo Nogueira e o presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira.

Os ministros Luiz Fux (STF/TSE), Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e Sérgio Sá Leitão (Cultura) também participaram do evento da Abratel.

 

Notícia: mdic.gov

 


Procurar