GUINÉ BISSAU | EXPORTA BATATA-DOCE PARA O SENEGAL


05 de Janeiro de 2018, ás 17:28 escrito por UECPLP



A Guiné-Bissau exportou para o Senegal, em duas semanas, cerca de 200 toneladas da batata-doce produzida na zona leste do país, disse hoje o ministro do Comércio guineense, Victor Mandinga.

A iniciativa de exportação de um dos principais produtos produzidos pelos camponeses da região de Bafatá, leste da Guiné-Bissau, é do presidente do país, José Mário Vaz, em concertação com o seu homologo senegalês.
 
O governante assinalou que o executivo guineense decidiu incentivar os agricultores a venderem a sua batata-doce ao Senegal porque o produto "não é muito consumido pelos guineenses".
 
"A população consome mais arroz do que tubérculos, enquanto o Senegal consome muita batata-doce e ainda a usa para produção de biscoitos", assinalou o ministro.
 
Se na Guiné-Bissau, um saco de 50 quilos da batata-doce é vendido a três mil francos CFA (4,5 euros), no Senegal a mesma quantidade é comprada por oito mil francos CFA (12,1 euros), frisou o ministro.
 
Victor Mandinga diz que para o próximo ano agrícola, os camponeses vão produzir mais batata-doce, na esperança de vender o produto ao Senegal. O ministro estima que a Guiné-Bissau pode produzir até 800 toneladas da batata-doce.


Procurar