UE-CPLP e AICEP assinaram Protocolo de Colaboração


06 de Junho de 2015, ás 23:11 escrito por UE-CPLP



O Presidente da União de Exportadores da CPLP (UE-CPLP), Mário Costa, congratulou-se com a colaboração estabelecida com a AICEP Portugal Global, tendo em vista o apoio às empresas do universo CPLP.

 

“Com este protocolo vamos fortalecer os laços institucionais entre as duas entidades, com uma dupla missão: ajudarmos as empresas portuguesas a encontrarem o interlocutor certo nos outros países da CPLP, e identificarmos necessidades estratégicas em todos os países, procurando colmatar essas lacunas com negócios de qualidade”, disse Mário Costa, durante a cerimónia de assinatura de um Protocolo de Colaboração entre a União de Exportadores da CPLP e a AICEP Portugal Global - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

 

Mário Costa explicou que a UE-CPLP nasceu da vontade dos Estados de dar um cunho mais empresarial à CPLP e adiantou que a associação conta já com núcleos em todos os países, onde trabalham já mais de 60 pessoas.

Para Miguel Frasquilho, Presidente da AICEP, o protocolo hoje assinado é “mais uma forma de promovermos o espaço da portugalidade no mundo”, lembrando os 250 milhões de pessoas que falam português - a língua mais falada no hemisfério sul, que representa cerca de 4% do PIB mundial, “com perspetivas animadoras para o futuro”.

“Todas as oportunidades que temos para incentivar a internacionalização, fazer as exportações crescerem e sermos mais atrativos para o investimento dos nossos parceiros, agarramos com ambas as mãos”, disse o Presidente da AICEP.

O protocolo hoje assinado visa o desenvolvimento de uma parceria entre as duas entidades, com o objetivo de criar sinergias para o desenvolvimento de oportunidades de negócios no âmbito da CPLP, bem como na área de formação, entre outras atividades.

Acesso a uma plataforma B2B com apresentação de produtos/serviços/regiões; organização de feiras, salões, missões empresariais em todos os países membros e observadores da CPLP; organização de ações de networking one2one, consultoria empresarial direcionada para a exportação, formação; consultoria e análise de mercados e oportunidades, são algumas das iniciativas que resultarão deste protocolo de colaboração.

Este protocolo reveste-se da maior importância para a UE-CPLP e para a AICEP, tendo em conta que a língua portuguesa é a mais falada no hemisfério Sul e a 5ª mais falada a nível global. Há um mercado de oportunidades que as empresas portuguesas não devem desperdiçar. Iniciativas como esta promovem uma maior proximidade entre os países da CPLP e abrem portas para as empresas criarem riqueza nestes mercados. 

 

Sobre a UE-CPLP

A UE-CPLP conta já com mais de 400 organizações associadas (empresas, associações, entre outras) de vários países da CPLP, oferecendo-lhes acesso a diversas atividades como conferências, encontros de “networking” e feiras, bem como a uma plataforma eletrónica inovadora que aproxima exportadores dos países lusófonos – o Portal “Connect CPLP”.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) detém hoje um Produto Interno Bruto (PIB) agregado superior a 2,5 mil milhões de dólares e mais de um milhão de empresas. Para além do mercado interno de cada país, juntam-se os mercados das diferentes regiões económicas associadas aos países da CPLP, passando dos 260 milhões consumidores para um mercado potencial de cerca de 1,8 mil milhões de consumidores.

 

Sobre a AICEP

A AICEP Portugal Global, E.P.E., Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, é uma entidade pública de natureza empresarial vocacionada para o desenvolvimento de um ambiente de negócios competitivo que contribua para a globalização da economia portuguesa.
Resultado da fusão, em 2007, entre a API (Agência Portuguesa para o Investimento) e do ICEP (Instituto do Comércio Externo de Portugal), a AICEP tem como principais atribuições promover a internacionalização das empresas portuguesas e apoiar a sua atividade exportadora, captar investimento estruturante e promover a imagem de Portugal com iniciativas criadoras de valor para o nosso país.